Concurso AGU - Novidades e tudo que voce precisa saber

A notícia de que o próximo concurso AGU irá ofertar 300 vagas agitou o mundo dos concursos nos últimos meses! O Grupo Cereja tem uma certeza: os concursos para a AGU (Advogado da União), PFN (Procurador da Fazenda Nacional) e PGF (Procurador Federal) vão acontecer!

Os últimos editais para os cargos mencionados foram publicados nos anos 2013 e 2015. Logo, ambos não possuem mais validade para convocação de aprovados. O histórico de atos já praticados até agora indica que o edital sairá ainda no primeiro semestre com a oferta de 300 vagas. Contudo, não podemos garantir quando isso acontecerá, é claro.

Navegue pelo índice abaixo e confira os detalhes do concurso AGU:

  1. Situação atual
  2. Remuneração e benefícios
  3. Carreira
  4. Último concurso
  5. Resumo do Concurso
  6. Como se preparar para o concurso da AGU

Concurso AGU: situação atual

Histórico do concurso

29/10/2021 – Relação de vagas previstas
27/10/2021 – Portaria normativa publicada
16/07/2021 – Alteração nos requisitos
17/11/2020 – Comissão técnica aprova concurso público
6/08/2020 – Publicação de boletim de pessoal

 

Relação de vagas (AGU, PFN e PGF)

A informação veiculada é de que serão ofertadas vagas para Advogado da União, Procurador Federal e Procurador da Fazenda Nacional. O processo de escolha da banca organizadora será iniciado em breve.

 

Portaria normativa

Foi publicado no Diário Oficial da União no dia 27 de outubro de 2021 uma portaria que altera critérios disciplinadores dos concursos públicos de provas e títulos destinados ao provimento de cargos de Procurador Federal de 2ª Categoria.

O documento trata dos títulos admitidos para realização do certame e sobre a Instrução Normativa nº 1 que trata da prática forense. Veja o documento na íntegra.

 

Alteração de critério disciplinador

Foi publicado no Diário Oficial da União em 16 de julho de 2021, a Resolução 6/2021, que altera os critérios disciplinadores dos concursos públicos de provas e títulos destinados ao provimento de cargos de Advogado da União e de Procurador da Fazenda Nacional de 2ª Categoria. Segundo o texto, “é vedada, para efeito de comprovação de prática forense, a contagem de qualquer atividade anterior à obtenção do grau de bacharel em Direito”.

 

Comissão técnica aprova novo concurso

A comissão técnica da CSAGU aprovou o provimento de 100 vagas na Advocacia-Geral da União. A informação foi confirmada no perfil do Twitter do Procurador da Fazenda Nacional, Jurandi Ferreira, em novembro de 2020.

Concurso AGU: remuneração e benefícios

Confira abaixo as remunerações e benefícios ofertados pela AGU para as carreiras existentes no Órgão:

Advogado da União

  • Especial: R$ 27.303,70
  • Primeira: R$ 24.146,60
  • Segunda: R$ 21.014,49

Procurador da Fazenda Nacional

  • Especial: R$ 27.303,70
  • Primeira: R$ 24.146,60
  • Segunda: R$ 21.014,49

Procurador Federal

  • Especial: R$ 27.303,70
  • Primeira: R$ 24,146,60
  • Segunda: R$ 21.014,49

Demais cargos de nível superior

O salário ofertado para os cargos de Administrador, Analista Técnico-Administrativo, Arquivista, Bibliotecário, Contador, Técnico em Assuntos Educacionais e Técnico em Comunicação Social da Advocacia-Geral da União é de R$ 6.203,34, composto de:

  • Vencimento básico no valor de R$ 2.220,09;
  • Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00;
  • Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25.

Além disso, são pagos ainda a título de benefícios auxílio-alimentação, auxílio-transporte, plano de saúde, auxílio pré-escolar, auxílio funeral e auxílio natalidade.

 

Concurso AGU: cargos e vagas

O próximo concurso AGU, tem previsão de ofertar 300 vagas para os cargos de Advogado da União, Procurador Federal e Procurador da Fazenda Nacional.

A divisão das vagas será da seguinte maneira:

  • 100 vagas para Advogado da União,
  • 100 vagas para Procurador Federal,
  • 100 vagas para Procurador da Fazenda Nacional.

Para saber mais detalhes sobre a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, clique aqui.

 

Cargos vagos

De acordo com o balanço de setembro de 2021, o número de cargos vagos são:

  • Procurador da Fazenda Nacional: 303
  • Advogado da União: 687
  • Procurador Federal Cargo – 408001: 648
  • Procurador Federal Cargo – 408002: 42

Concurso AGU: carreira

Abaixo, os requisitos, atribuições e jornada de trabalho de cada cargo da Advocacia-Geral da União:

Advogado da União

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil.

Atribuições: Ao cargo de Advogado da União correspondem as atribuições que lhe prevê o artigo 131 da Constituição Federal e o artigo 21 da Lei nº 9.028, de 12 de abril de 1995, com a redação dada pela Medida Provisória nº 2.180-35, de 24 de agosto de 2001, de representação judicial e extrajudicial da União, e o assessoramento jurídico dos órgãos da Administração Federal Direta do Poder Executivo.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Procurador Federal

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior credenciada e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense.

Atribuições: Ao cargo de Procurador Federal correspondem as atribuições que lhe prevê a legislação, em especial as de que trata o artigo 37 da Medida Provisória nº 2.229-43, de 6 de setembro de 2001, quais sejam:

  1. A representação judicial e extrajudicial da União, quanto às suas atividades descentralizadas a cargo de autarquias e fundações públicas, bem como a representação judicial e extrajudicial dessas entidades;
  2. As atividades de consultoria e assessoramento jurídicos à União, em suas referidas atividades descentralizadas, assim como às autarquias e às fundações federais;
  3. A apuração da liquidez e certeza dos créditos, de qualquer natureza, inerentes às suas atividades, inscrevendo-os em dívida ativa, para fins de cobrança amigável ou judicial;
  4. A atividade de assistir a autoridade assessorada no controle interno da legalidade dos atos a serem por ela praticados ou já efetivados.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Administrador

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Administração, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional de Administração – CRA.

Atribuições: atividades relacionadas com supervisão, programação, coordenação ou execução especializada, em grau de maior complexidade, referentes a estudos, pesquisas, análises e projetos a respeito de administração de pessoal, material, orçamento, organização e métodos.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Analista Técnico-Administrativo

Requisitos: diploma, devidamente registrado no Ministério da Educação, de conclusão curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições:

  1. realizar atividades que envolvam a administração de pessoas, de processos, de recursos materiais e patrimoniais, de licitações e contratos, orçamento, finanças, contabilidade e auditoria;
  2. planejar, desenvolver, executar, acompanhar e avaliar planos, programas e projetos, inclusive voltados à modernização e à qualidade;
  3. realizar pesquisas e o processamento de informações;
  4. elaborar despachos, pareceres, informações, relatórios, certidões, declarações, ofícios, dentre outros;
  5. realizar trabalhos que exijam conhecimentos de informática;
  6. operar equipamentos disponíveis e os sistemas e recursos informatizados na execução de suas atividades;
  7. outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade da função que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Arquivista

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições:

  1. realizar atividades voltadas ao planejamento, organização e direção de serviços de arquivo;
  2. planejar, orientar e acompanhar o processo documental e informativo;
  3. planejar, orientar e direcionar as atividades de identificação das espécies documentais e participação no planejamento de novos documentos e controle de multicópias;
  4. planejar, organizar e direcionar serviços ou centro de documentação e informação constituídos de acervos arquivísticos e mistos;
  5. planejar, organizar e direcionar serviços de microfilmagem aplicada aos arquivos;
  6. orientar o planejamento da automação aplicada aos arquivos;
  7. orientar a classificação, arranjo e descrição de documentos;
  8. orientar a avaliação e seleção de documentos, para fins de preservação;
  9. promover medidas necessárias a conservação de documentos;
  10. elaborar pareceres e trabalhos de complexidade sobre assuntos arquivísticos;
  11. assessorar os trabalhos de pesquisa cientifica ou técnico-administrativa;
  12. desenvolver estudos sobre documentos culturalmente importantes.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Bibliotecário

Requisitos: diploma, devidamente registrado no Ministério da Educação, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe competente.

Atribuições:

  1. planejar, implementar, coordenar, controlar e dirigir sistemas biblioteconômicos e/ou de informação e de unidades de serviços afins;
  2. organizar os serviços de documentação;
  3. executar serviços de classificação e catalogação de manuscritos e de livros, de mapotecas, de publicações oficiais e seriadas, de bibliografia e referência;
  4. realizar projetos relativos à estrutura de normalização da coleta, do tratamento e da recuperação e da disseminação das informações documentais em qualquer suporte;
  5. realizar estudos administrativos para o dimensionamento de equipamentos, recursos humanos e layout das unidades da área biblioteconômica e/ou de informação;
  6. estruturar e efetivar a normalização e padronização dos serviços técnicos de tratamento da informação fixando índices de eficiência, produtividade e eficácia nas áreas operacionais da biblioteconomia e/ou ciência da informação;
  7. estabelecer, coordenar e executar a política de seleção e aferição do material integrante das coleções de acervo, programando as prioridades de aquisição dos bens patrimoniais para a operacionalização dos serviços;
  8. estruturar e executar a busca de dados e a pesquisa documental;
  9. outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade da função que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Contador

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional de Contabilidade – CRC.

Atribuições: desempenho de atividades relacionadas com supervisão, coordenação ou execução, em grau de maior complexidade, relativas à contabilidade e à administração financeira e patrimonial, empreendendo balancetes, balanços, registros e demonstrações contábeis.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Técnico em Assuntos Educacionais

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições: realizar atividades de supervisão, coordenação, programação ou execução especializada, em grau de maior complexidade, referentes a trabalhos de pesquisa e estudos pedagógicos, visando a solução dos problemas de educação, bem como de orientação e técnicas educacionais, administração escolar e educação sanitária.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

 

Técnico em Comunicação Social

Requisitos: diploma, devidamente registrado no Ministério da Educação, de curso de graduação de nível superior em Comunicação Social/Jornalismo, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições:

  1. realizar atividades que envolvam a coleta, produção, revisão e edição de notícias voltadas à divulgação oficial da competência constitucional da Advocacia-Geral da União em matérias de seu interesse, por meio da imprensa escrita, falada e televisionada, com a aplicação de técnicas de redação jornalística;
  2. prestar assessoramento em atividades específicas de jornalismo e de assessoria de imprensa;
  3. analisar mídias divulgadas a respeito da Instituição, interpretando e avaliando a cobertura jornalística;
  4. propor editorial adequado à missão, à visão e aos valores institucionais; usar, de maneira eficaz, os recursos de rádio, TV, endereços eletrônicos e outros meios de divulgação e de comunicação;
  5. desenvolver o planejamento estratégico de comunicação institucional;
  6. propor novos canais de comunicação com os diversos públicos da instituição, quando necessário, e o aperfeiçoamento dos já existentes;
  7. identificar e analisar as necessidades institucionais quanto à criação de identidades visuais e de campanhas; entre outras.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

Último Concurso AGU

Advogado da União

O último edital para o cargo de Advogado da União foi publicado em 2015. À época foram ofertados 84 vagas, acrescidas das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concurso. A remuneração foi de R$ 17.330,33. Os candidatos foram avaliados por meio das seguintes etapas:

  • Prova Objetiva
  • Prova Discursiva
  • Prova Oral
  • Sindicância de Vida Pregressa
  • Avaliação de Títulos

Prova Objetiva

A prova objetiva foi dividida em três grupos:

Grupo I: 90 questões

  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Direito Financeiro e Econômico
  • Direito Tributário
  • Direito Ambiental

Grupo II: 60 questões

  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Empresarial
  • Direito Internacional Público
  • Direito Internacional Privado

Grupo III: 50 questões

  • Direito Penal e Processual Penal
  • Direito do Trabalho e Processual do Trabalho
  • Direito da Seguridade Social

 

Prova Discursiva

A prova foi dividida em seis etapas. São elas:

  • Parte 1: Parecer abrangendo tema nas áreas de conhecimento do grupo I da prova objetiva;
  • Parte 2: Questões discursivas relacionadas às áreas de conhecimento do grupo I da prova objetiva;
  • Parte 3: Peça judicial abrangendo tema nas áreas de conhecimento dos grupos I e II da prova objetiva;
  • Parte 4: Questões discursivas relacionadas às áreas de conhecimento dos grupos I e II da prova objetiva;
  • Parte 5: Dissertação abrangendo tema nas áreas de conhecimento dos grupos I e III da prova objetiva;
  • Parte 6: Questões discursivas relacionadas às áreas de conhecimento dos grupos I e III da prova objetiva.

Confira o último edital na íntegra clicando aqui.

 

Procurador Federal

O último certame para Procurador Federal foi publicado em 2013. O Cespe foi a banca organizadora do concurso. À época foram ofertadas 78 vagas, distribuídas nas unidades da Procuradoria-Geral Federal e ainda a formação de cadastro de reserva para preenchimento das vagas que surgirem ou vierem a ser criadas durante o prazo de validade do certame.

A remuneração ofertada foi de R$ 15.719,13. Os candidatos foram avaliados por meio de quatro etapas. São elas:

  • Prova Objetiva
  • Prova Discursiva
  • Prova Oral
  • Avaliação de Títulos

Prova Objetiva

A avaliação objetiva foi dividida em dois grupos:

Grupo I: 100 questões

  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Direito Econômico e Financeiro
  • Direito Tributário
  • Legislação sobre Ensino Legislação sobre Seguridade Social

Grupo II: 100 questões

  • Direito Agrário
  • Direito Ambiental
  • Direito Civil
  • Direito Comercial
  • Direito do Trabalho e Processual do Trabalho
  • Direito Internacional Público
  • Direito Penal e Processual Penal
  • Direito Processual Civil

Confira a íntegra do último edital clicando aqui.

 

Cargos de Nível Superior

O último edital foi publicado em 2018 com ofertas de vagas nas áreas de Administrador, Analista Técnico-Administrativo, Arquivista, Bibliotecário, Contador, Técnico em Assuntos Educacionais e Técnico em Comunicação Social. A remuneração foi de R$ 6.203,34 para todos os cargos. As provas foram aplicadas em janeiro de 2019.

Os candidatos do último concurso AGU foram avaliados por meio de duas provas objetiva e uma discursiva.

 

Prova Objetiva

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, teve 60 questões de conhecimentos básicos de língua portuguesa, raciocínio lógico, Noções de informática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. Os itens das provas objetivas serão do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A a E) e uma única resposta correta.

Foi considerado aprovado o candidato que obteve, no mínimo, 50% de aproveitamento dos pontos das provas objetivas de múltipla escolha e que tenha acertado pelo menos uma questão de cada disciplina.

 

Prova Discursiva

Foram aplicadas provas discursivas, de caráter eliminatório e classificatório, a todos os cargos, no mesmo dia de realização das provas objetivas, constituídas de uma dissertação, a respeito de tema constante do conteúdo programático de conhecimentos específicos.

Resumo Concurso AGU

Concurso AGU: Advocacia-Geral da União
Situação atual: previsto para 1º semestre 2022
Banca organizadora: a definir
Cargos: Advogado da União, Procurador Federal e Procurador da Fazenda Nacional
Escolaridade: Nível Superior
Carreira: Jurídica
Lotação: Brasília/DF
Número de vagas: 300 vagas previstas
Remuneração: de R$ 21 mil a R$ 27 mil
Link do edital:

Clique Aqui e faça download do último edital para cargos de nível Superior
Clique aqui e faça download do último edital para Advogado da União
Clique aqui e faça download do último edital para Procurador Federal

Como se preparar para o Concurso AGU

Preparação para as três Carreiras da AGU em um único curso

Nossa proposta é conferir preparação abrangente e direcionada, com mais de 600 horas de aula (clique aqui e confira carga horária), ministradas pelo melhor corpo docente do mercado (clique aqui e confira os professores), versando sobre todas as disciplinas cobradas nos três editais.

A extensa carga horária, dedicada exclusivamente aos concursos de advocacia pública federal, permite aos professores discutir com profundidade os temas cobrados nas três carreiras, conferindo, ao mesmo tempo, sedimentação da base teórica e direcionamento sobre pontos específicos de cada um dos editais.

Na Turma Carreiras AGU voce terá acesso a:

  • Mais de 600 horas de aula
  • Professores Exclusivos do Grupo Cereja
  • Transcrição das aulas em PDF
  • Mentoria com Iuri Quadros, Advogado da União
TURMA CARREIRAS AGU